+55 (83) 3031-0055 De Segunda a Sexta das 9:00h às 19:30h

Sedação consciente facilita tratamento nos pacientes odontofóbicos

Segundo os profissionais da Odontologia, o medo é um dos principais obstáculos para o atendimento seguro dentro dos consultórios. No entanto, algumas técnicas inovadoras tem se mostrado bastante eficientes para um tratamento odontológico de sucesso. Uma das práticas utilizadas para facilitar o tratamento dos pacientes chamados odontofóbicos, ou seja, aqueles que têm pânico de dentista, é a sedação pelo nariz com óxido nitroso (N2O) e oxigênio (O2). Adquirida recentemente pelo Atelier do Sorriso São Rafael, clínica de alto padrão com sede em João Pessoa, a técnica vem se mostrando cada vez mais eficaz para o controle de comportamento desses pacientes.

Também chamado de gás do riso ou hilariante, o óxido nitroso é uma sedação consciente em que o produto age relaxando o paciente sem que ele perca a consciência. Segundo a cirurgiã-dentista Glória Pimenta, integrante do corpo clínico do Atelier do Sorriso São Rafael, a técnica é uma forma eficiente e simples, destinada a eliminar o medo e a ansiedade do paciente odontofóbico. “Durante a sedação, normalmente o paciente não dorme e reage a estímulos. Ele sente apenas um distanciamento do ambiente, acompanhado de uma sensação de bem-estar e tranquilidade agradável durante a inalação“, explica a profissional.

Uma das vantagens é a segurança. O volume da aplicação controlado pelo dentista permite que o paciente restabeleça suas condições de consciência normal imediatamente após a finalização do procedimento. “A sedação consciente é segura desde que a técnica seja respeitada e que o profissional seja capacitado, dispondo de um consultório preparado”, lembra.

Como funciona

A técnica consiste na inalação de uma mistura de gases (N2O/O2) com propriedades sedativas e analgésicas, por meio de uma máscara nasal conectada a um moderno dispositivo que controla a concentração de óxido nitroso de, no máximo, 70%. Esses dois gases saem dos cilindros, e a proporção da mistura é controlada pelo próprio dentista. Após ser inalado, alcança os pulmões e chega à corrente sanguínea, atingindo o sistema nervoso central, aumentando a tolerância à dor dentro de 5 minutos. A ação do óxido nitroso é no córtex cerebral, região que controla o medo, a autocensura e a ansiedade, levando ao relaxamento.

Na Europa e nos Estados Unidos, o uso do gás do riso é comum. No Brasil, ainda ocorre de forma tímida e são poucas as clínicas que possuem aparelhagem, assim como são poucos os dentistas que utilizam a ferramenta. O uso do óxido nitroso foi regulamentado no país pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO) em 2004 e o manuseio do equipamento só pode ser feito por profissionais que possuem habilitação.

Compartilhar este artigo:

Deixe um Comentário