+55 (83) 3031-0055 De Segunda a Sexta das 9:00h às 19:30h

Implantodontia

A implantodontia é a especialidade da odontologia que repõe os dentes perdidos,  trata de devolver função mastigatória e/ou a estética dentária perdida. Por isso, através da implantodontia, diversos benefícios serão percebidos pelo cliente, e uma vida nova poderá ser vivida.

A importância deste processo diz respeito ao trabalho realizado pelos dentistas, muito mais que implantar dentes perdidos, os dentistas conseguem devolver a auto-estima, a segurança ao sorrir, falar e comer. Seja a ausência de um, dez ou até mesmo de todos os dentes, a implantodontia servirá como o alicerce principal para devolver um belo sorriso a um rosto outrora fechado por falta de dentes. É gratificante ao profissional também, perceber que transformou positivamente a vida de alguém.

O que é implante dentário?

Resumidamente é uma raiz artificial de titânio, que o organismo não rejeita e consegue suportar uma peça protética (dente postiço).

O processo para instalar “essa raiz artificial” é um procedimento simples para profissionais experientes, é realizado no próprio consultório odontológico e realizado sob anestesia local. Os implantes de titânio são também chamados de pinos e estes tem o formato similar a parafusos, após o implantodontista preparar a região, ou seja, abrir espaço para os parafusos,  estes são rosqueados na mandíbula ou na maxila.

São instalados na melhor posição para que a futura prótese tenha estabilidade, funcionalidade e que permita a higienização.

Antes da instalação, é preciso analisar a estrutura óssea que será instalado, se tem altura e espessura para receber o implante, também é importante que se faça a simulação da futura prótese, pois de nada adianta instalar implantes e depois não ter condições de instalar a prótese. A saúde geral e bucal também são levadas em consideração quando se planeja instalar implantes.

Costuma-se usar o termo “planejamento reverso”, iniciar com o planejamento protético, simular a futura prótese. Depois que se define o local ideal para instalar o implante, é feito a avaliação do osso da região, e das condições  da gengiva.

Esses implantes, ou raízes artificiais serão os pilares da futura prótese ou coroa, e realizando um planejamento correto, uma boa cirurgia, com bons materiais, com muita biossegurança para não contaminar o implante, é certo que os implantes terão vida longa e que a prótese ficará esteticamente muito bonita, muito parecida com o dente natural, ou até mais bonita.

Os implantes se fixam ao osso porque ocorre um processo chamado de “osseointegração” que tem como característica a formação de um tecido ósseo muito justaposto ao implante, tanto que se bem planejada e executada a cirurgia, os implantes “se integram” ao osso, como se fosse uma peça só. Os implantes, mesmo pequenos,  são capazes suportar as cargas mastigatórias sem fraturarem ou sofrerem deformações.

Perguntas frequentes sobre a implantodontia:

1) Existem contraindicações para colocar implantes?
Basicamente as contraindicações são: gestantes, crianças e adolescentes na fase de crescimento ósseo, pacientes que fazem ou fizeram uso de bifosfonados (sujeito a avaliação), pacientes com alterações sistêmicas descompensadas. O cirurgião-dentista avalia clinicamente o paciente, solicita os exames necessários, tanto pra saber como está o osso e gengiva que irá receber o implante quanto a saúde geral do paciente.

As contraindicações relativas:

Bruxismo severo, perda de dentes por doença periodontal, paciente muito deprimido e paciente sem motivação para controle de placa.

2) A idade pode impedir a realização?
Sim, o ideal é que se espere o final do crescimento ósseo, e respeitando esta fase, não tem idade limítrofe pra fazer implante.

3) É um processo complicado?
Não. Com a evolução dos materiais e das técnicas, com bom conhecimento anatômico, cirúrgico e  protético, o cirurgião pode realizar o procedimento com tranquilidade e o paciente consegue ter um pós-operatório muito tranquilo.

4) Qual o prazo para ter o implante na boca?

o Implante é a parte cirúrgica, ou seja a instalação do parafuso, basta ter feito o planejamento reverso e o paciente estar em condições para fazer a cirurgia que é instalado o implante.

Em alguns casos a coroa sobre implante pode ser instalada no mesmo dia da cirurgia, sendo que neste caso, a coroa é provisória. Geralmente, após a cirurgia de implante,  a coroa definitiva pode ser instalada após 3 a 4 meses na mandíbula e 5 a 6 meses na maxila. É um prazo biológico, para que o osso se integre e fique bem maduro para receber as cargas mastigatórias. Existem implantes que em alguns pacientes podem ser colocadas as próteses após 21 dias.

Para instalar implantes, precisa ter osso no local, dependendo da situação, o dentista terá que fazer alguns procedimentos prévios a cirurgia de implante, como por exemplo, enxerto ósseo, extrações, levantamento de seio maxilar, enxerto gengival, e estes procedimentos tem seus prazos de ” cicatrização”. O cirurgião-dentista avaliará os casos individualmente, e após o planejamento, poderá estimar um prazo.

 

Qual a importância de instalar implantes?

A falta de dentes pode ocasionar problemas de saúde. Isso porque a ausência dos mesmos prejudica o funcionamento dos músculos faciais, provocando a perda do tônus, desiquilíbrio das articulações temporomandibulares e além disso, precisamos de uma mastigação eficiente pra iniciar a digestão dos alimentos.

Desta forma, ter as arcadas dentárias alinhadas e completas é de fundamental importância para a saúde. Afinal, nosso corpo é formado por engrenagens, e cada uma precisa estar em perfeito funcionamento.

Agendar Consulta
Vamos Conversar?