+55 (83) 3031-0055 De Segunda a Sexta das 9:00h às 19:30h

Clareamento dental: o passo para um belo sorriso

clareamento

Um novo sorriso para uma futura conquista. Dentes brancos e perfeitamente clareados são essenciais. O desenvolvimento das mais diversas formas de clareamento possibilita um maior acesso de diversas classes ao procedimento. O clareamento funciona como ação física/química para remoção de manchas nos dentes.

Por meio dessa remoção de manchas causadas por comidas e bebidas, os dentes ganham um novo brilho e intensidade na cor. Porém, bebendo refrigerantes, cafés, vinho tinto, açaí,  chá e o famoso chimarrão, os dentes podem escurecer de maneira mais rápida. Por isso, é sempre recomendável que a visita a um profissional do clareamento seja feita anualmente, com o intuito de não haver privação da ingestão de certos alimentos ou líquidos.

5 coisas que você precisa saber antes de fazer clareamento dental:

1) Há dois tipos: O primeiro é realizado em casa, segundo orientações do dentista. Através de um molde de silicone, um gel é despejado diariamente por três ou quatro semanas. O segundo utiliza da mesma fórmula (em consultório), porém com uma luz LED (ou laser) que potencializa o efeito.

2) Clareamento caseiro requer paciência: e boca fechada! É preciso que alguns alimentos sejam retirados da dieta. O café e os refrigerantes encabeçam a lista, que também conta com beterraba e cenoura.

3) O clareamento em clínica com luz LED e problemas: este pode, em raros casos, ocasionar sensibilidade aos dentes, por isso é importante que o além do LED, o aparelho de clareamento tenha luz de laser para tratar a sensibilidade. Pode ser associado os dois métodos, caseiro e de consultório, sempre com a indicação e supervisão do cirurgião-dentista.

4) Nem sempre o dente fica plenamente branco: algumas pessoas possuem originalmente os dentes um pouco amarelados ou acizentados. Entretanto, o clareamento pode ser uma solução para que os dentes fiquem um pouco mais claros. Quando o dente está envelhecido, não só pela idade, mas por hábitos parafuncionais (ex. bruxismo) ele sofre um processo biológico para proteger a polpa, que acaba tendo depósito de dentina reacionária, e o dente fica mais amarelado, e é mais difícil de clarear também.

5) Nem todos podem realizar o procedimento: como dito anteriormente, os dentes ficam sensíveis com o clareamento. Portanto, pessoas com trincas no esmalte dental  não são indicadas a realizar o procedimento, sob risco de inflamação aguda na região bucal. Gestantes também não tem indicação para clarear. Adolescentes se queixam dos dentes permanentes serem muito amarelos em relação aos decíduos, e realmente são, ainda mais quando as duas dentições estão presente na boca, o jovem fica ainda mais inseguro, os dentes permanentes jovens podem ser clareados, desde que com supervisão rigorosa do cirurgião-dentista que indicará o melhor método e o tempo.

O clareamento é uma excelente opção para quem deseja uma mudança radical no sorriso. Antecedendo uma entrevista de emprego, por exemplo, é uma ótima dica clarear os dentes para dar um salto na questão estética – e consequentemente na apresentação. É uma forma de mudança. Uma maneira alternativa de melhorar a própria autoestima.

Compartilhar este artigo:

Deixe um Comentário